GLÓRIA KALIL: APRENDA A DECIFRAR OS CÓDIGOS DA MODA.

0
15466
Tenue de ville? Passeio completo? Black tie? Moderno chique? O código de vestir (criado para ordenar e padronizar o figurino em diferentes ocasiões sociais) continua sendo um mistério para a maioria das pessoas. Por mais que as regras do jogo fashion tenham mudado – e que tentar agrupar as pessoas em um formato padrão pareça improvável – o fato é que decifrar o significado dos trajes pode poupar um bocado de dor de cabeça e um ‘outro tanto’ de vexames. Antes de usar o ‘vale-tudo social’ como argumento para justificar sua camiseta em um evento que nem um blazer seria permitido, vale a pena conferir o que cada regra determina. Nem que seja para poder ir contra elas!  Na dúvida, Glória Kalil responde:MUNDO VIP BAHIA – O que devemos entender como ‘traje esporte’?

GLÓRIA KALIL – São as roupas simples e informais. Mulheres podem usar vestidos, calças, camisetas, tops e as bolsas podem ser maiores. Mas atenção: não confunda com a ida ao clube para praticar esporte ou um encontro íntimo em família, que não exigiriam um convite por escrito. Não apareça com shorts e bermudas, ou sandálias de dedo. Sandálias baixas, sapatilhas e mocassins são bem-vindos. Para os homens, calças de sarja, jeans, camisa polo, camisetas e mocassins esportivos ou botas de camurças. A ocasião dispensa gravatas e paletós.
Eventos: batizados, almoços e exposições.

MVB – Seguindo essa gradação, como seria o ‘traje passeio’, esporte fino ou ‘tenue de ville’?

GK Estevão,é a partir daí passamos a adotar um look um pouco mais formal e urbano, pois o tenue de ville significa roupa para a cidade. As mulheres devem usar o ‘cocktail dress’, que é o vestido na altura do joelho, tops e saias. Durante o dia, as cores claras sempre caem bem, à noite, as escuram ficam melhores. Até as 18 horas, pantalonas e túnicas, tailleur de calça ou saia, com blazer. A bolsa ainda é esportiva, como as de lona, porém de tamanho menor. Se o programa é noturno, um pretinho cai bem, com salto alto e uma bolsa pequena. 

MVB – O que seria considerado um erro neste tipo de traje?

GK – Nada de muitos brilhantes nos acessórios, tampouco maquiagem carregada! Para os homens, é aconselhável que usem gravata após as 18 horas. Durante o dia, o terno claro tem melhor caimento e pode ser usado com sapatos marrons. À noite, prefir azul ou cinza, com mocassim social preto e gravata. Se o convite indicar Tenue de Ville é indicado o uso de gravata, seja de dia ou de noite, ainda que como complemento de uma combinação mais informal de calça e blazer. Eventos: vernissages, almoços, conferências, teatro.

MVB – E para a chamada ‘roupa de casamento’ ou ‘passeio completo’?

GK – Aqui é o terreno da formalidade completa. Devem ser usadas apenas roupas formais. Um simples detalhe – como um colar de bijuteria – pode significar que você não entendeu direito a regra. As roupas femininas ser de tecidos nobres e sofisticados, sempre com bolsas menores e saltos altos. Conjuntos de crepe, taiulleurs de seda, vestidos de musselina. Decotes e fendas discretos, vestidos de alça, bordados sutis. As joias podem sair do cofre, sem exageros. A pérola é o grande clássico. Os homens devem optar pelo terno escuro, camisa social, gravata e sapatos pretos. Eventos: jantares, coquetéis, óperas, grandes comemorações.

MVB – Embora menos comum, como seria um look denominado de ‘traje a rigor’, black tie ou tenue de soirée?

GK – Essa é a legítima roupa de gala. O clima é de puro glamour, requinte e sofisticação. Aqui, qualquer deslize é um erro fatal. Para mulheres, o vestido é longo, ou curto de material nobre, com detalhes ou brilhos. As roupas são mais estruturadas. É a vez dos decotes profundos e das transparências. Os tecidos podem ser preciosos: brocados, metalizados, tafetás de seda, xantungues e georgettes. Saltos altos, meias finíssimas, carteiras e bolsinhas de metal. As saídas da noite são as grandes echarpes ou estolas no tecido do vestido. Nada de estolinha dura e pequena.

MVB – Como escolher os acessórios?

GK – As joias ganham os salões. A maquiagem e o cabelo são mais elaborados. A ocasião permite um look mais dramático. Mas atenção: não é chique combinar vestido, estola, sapato e bolsa! Você pode usar um vestido de tafetá estampado, uma sandália lisa, bolsinha de cromo e um xale de seda em um dos tons do tecido. O homem deve usar smoking, que exige camisa branca com pregas na frente, gravata borboleta e faixa na cintura. Normalmente se usa o traje preto com detalhes de cetim. No calor, é possível usar o chamado smoking summer, que é o mesmo traje, mas com paletó branco. É preciso muita classe para não ser confundido com o garçom. Sapato liso de verniz ou preto de amarrar. Nunca um mocassim social.

Oito regras de bem vestir que nunca saem de moda

1. Jeans desgastado ou camiseta com ar “podrinho” – se você não for um astro do rock ou apresentadora de televisão, esqueça! A imagem que fica é de desleixo mesmo, e não de excentricidade.

2. Excesso de babados, laços e flores num mesmo figurino – esse romantismo exagerado só fica bem na ‘Penélope Charmosa’…

3. Cores contrastantes – use se você tiver muita segurança e personalidade forte. Tipo “comigo é tudo preto no branco”.

4. Estampas geométricas ou listradas remetem à modernidade e autoridade. Ideal para o tipo de gente que não faz rodeios e vai direto ao ponto.

5. Terno risca de giz: poder e intimidação. Um visual quase mafioso. 

6. Look Black total, da cabeça aos pés – se não estiver de luto, vai passar a ideia de alguém distante, misterioso e pouco amigável. Mas ainda é bastante contemporâneo e fica super bem na primeira fila dos desfiles de moda. 

7. Roupa estruturada demais transmite rigidez. O figurino fica com cara de armadura e parece dizer: “mantenha-se à distância.” 

8. Mulher usando branco em casamento alheio. Aí eu acredito que não precise de explicação, né?

ANGELINA JOLIE mostra que o ‘cocktail dress’ pode ser em cor clara, desde que o tecido seja nobre, ou, com detalhes em brilhantes.
BOLSINHA TIPO ‘CLUTCH’ e jóias discretas caem super bem quando o dress code solicitado for o de ‘passeio social completo’

Compartilhar
Artigo anteriorTODO MENINO BAIANO TEM UM JEITO DE BRILHAR
Próximo artigoRAPHAELLA BOOZ APRESENTA NOVA COLEÇÃO DE CALÇADOS PARA O VERÃO 2011
Jornalista, Estevão é um dos profissionais de destaque da nova geração de comunicadores na Bahia. Atuando na área desde 2004, quando assinou a coluna social diária “Gente”, no jornal Correio da Bahia, ficou conhecido pelo estilo moderno e diferenciado na cobertura dos assuntos ligados ao dia-a-dia do soteropolitano, o que lhe rendeu, em 2007, a criação do portal MundoVipBahia, onde atua como editor-chefe e colunista de moda, beleza, cultura, gastronomia, social, turismo e negócios. Hoje, diretor de uma empresa de assessoria de imprensa que leva seu nome, ele também grava semanalmente o Vlog Mundo Vip, que possui um canal próprio no YouTube e está presente em todas as outras redes sociais. Contatos pelo email: estevao.terceiro@gmail.com